Periódico Técnico e Científico Cidades Verdes https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes <p class="font_8"><strong>ISSN 2317-8604</strong></p> <p class="font_8"><a href="https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/documentos/avaliacao/avaliacao-quadrienal-2017/reaMeListaFinalQualisV2.xlsx"><strong>ÁREA MÃE </strong>- </a><a href="https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/documentos/avaliacao/avaliacao-quadrienal-2017/reaMeListaFinalQualisV2.xlsx">Qualis Capes 2017-2020</a></p> <p class="font_8">- <strong>Arquitetura, Urbanismo e Design</strong></p> <p>Temos o prazer de informar que o <strong>Periódico Técnico e Científico Cidades Verdes</strong> obteve o <strong>Qualis</strong> <strong>A4</strong> -<a href="https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/index.xhtml"> Resultado divulgado 29/12/2022</a></p> <p>O<strong> Periódico Técnico e Científico Cidades Verdes</strong> está direcionado para a divulgação de trabalhos científicos, resultado de pesquisa de natureza empírica, experimental ou conceitual, resultantes de pesquisas. </p> <p>Para submissão, os autores deverão estar ligados no mínimo a uma graduação e deverão publicar com um docente da instituição de ensino.</p> pt-BR <div id="icpbravoaccess_loaded"> </div> <div id="icpbravoaccess_loaded"> </div> <div id="icpbravoaccess_loaded"> </div> <div id="icpbravoaccess_loaded"> </div> editoraanap@gmail.com (Sandra Medina Benini) editoraanap@gmail.com (Allan Leon Casemiro da Silva) Thu, 18 Jul 2024 14:05:46 -0700 OJS 3.3.0.13 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Aprendendo com o ambiente construído: análise de decisões projetuais baseadas em conforto térmico através da simulação computacional https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5066 <p>O setor residencial tem grande influência no consumo de energia do país, sendo esse consumo diretamente ligado ao desempenho térmico das edificações, e consequentemente, seu conforto. O aumento do consumo traz a importância de pensar em estratégias projetuais que busquem minimizar os impactos ambientais, ainda em fase de estudo preliminar do projeto, e produzir espaços com um bom desempenho energético e confortáveis termicamente. O presente trabalho, através da simulação computacional, analisou materiais e métodos construtivos que colaboram diretamente com a produção desses espaços, destacando que as ferramentas computacionais se mostram como grandes facilitadores na hora de tomar decisões assertivas de projeto. Com simulações simples, foi possível observar grandes variações de temperatura operativa dentro do cômodo de estudo de caso escolhido, reforçando que decisões projetuais afetam diretamente o conforto térmico das construções. Através de pequenas alterações, já foi possível observar grande influência nas técnicas utilizadas para construir, mostrando que pensar em espaços que tenham um bom desempenho térmico, para além de produzir espaços confortáveis para seus usuários, produz espaços que colaboram com a diminuição do consumo de energia.</p> Carolina Ventura Ribeiro Araujo, Luciano Falcão da Silva Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5066 Thu, 18 Jul 2024 00:00:00 -0700 Arquitetura bioclimática e eficiência energética: Estudo de caso da Escola Secundária Lycee Schorge https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5067 <p>O presente artigo aborda a Escola Secundária Lycee Schorge, obra arquitetônica de Francis Keré, e tem o objetivo de compreender as soluções projetuais bioclimáticas e de eficiência energética aplicadas a ela. Como metodologia, fez-se o uso da pesquisa bibliográfica em obras de autores relevantes.&nbsp; A obra situa-se no país africano Burkina Faso, o qual possui clima e vegetação diferentes do Brasil, tornando o assunto relevante aos acadêmicos que estão buscando novos conhecimentos sobre arquitetura. Partindo de referências bibliográficas, bem como, de entrevistas dadas pelo arquiteto, foi possível desenvolver uma análise crítica e interpretar as alternativas bioclimáticas e de eficiência energética adotadas por Keré, para uma arquitetura e seu microclima.</p> Fernanda Lütkemeyer, Luiza Matraczek Kerber , Roberta Cristina Schroeder Etges, Matheus Cargnelutti de Souza Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5067 Thu, 18 Jul 2024 00:00:00 -0700 Edifício Linck: Avaliação Bioclimática de um ícone Moderno no Patrimônio de Porto Alegre (RS) https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5068 <p>A arquitetura bioclimática busca conceber edificações adaptadas ao clima e às características físicas específicas de cada localidade. Entre as estratégias amplamente utilizadas nessa abordagem, destacam-se elementos de proteção solar, como brises, grelhas e cobogós, entre outros. Essas intervenções consideram, adicionamente, os aspectos de ventilação e iluminação natural de cada contexto visando otimizar o conforto térmico e luminoso das construções de maneira sustentável. Nesse sentido, a arquitetura moderna é o campo em que esses elementos foram amplamente aplicados, tornando o patrimônio moderno um recorte potencial para estudos que buscam compreender a aplicação de estratégias bioclimáticas em edificações. Este artigo tem como objetivo realizar análises bioclimáticas sobre o Edifício Linck, uma construção multifamiliar projetada pelos arquitetos Emil Bered, Salomão Kruchin e Roberto Félix Veronese em 1952, na cidade de Porto Alegre. A investigação busca compreender e destacar as estratégias bioclimáticas implementadas no projeto arquitetônico, visando contribuir para a compreensão do papel desempenhado pela sustentabilidade na arquitetura moderna e no patrimônio arquitetônico de Porto Alegre. O edifício faz parte de um acervo de construções representativas da arquitetura moderna, marcando o início do período de maior produção do movimento moderno na capital gaúcha. A pesquisa utiliza o método de observação das fachadas por meio de visitação <em>in loco</em>, o redesenho e a consulta à NBR 15.220 que traz recomendações sobre parâmetros construtivos em pról do conforto térmico para edificações. Apesar de a edificação ser datada da década de 1950, período em que não existiam normativas sobre conforto térmico em edificações, a pesquisa destaca o uso eficiente das estratégias adotadas no prédio. Além disso, evidencia o domínio dos arquitetos envolvidos no projeto, tanto na escolha dos materiais em relação às suas propriedades quanto nos aspectos físicos presentes no local de implantação da obra.</p> Quétilan Rodrigues Domingues , Ana Elisa Moraes Souto Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5068 Thu, 18 Jul 2024 00:00:00 -0700 Ensaios Não Destrutivos em Viadutos em Concreto Armado: Um Estudo de Caso na Ferrovia Recife/Gravatá-PE https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5069 <p>Os ensaios não destrutivos no concreto representam uma abordagem eficaz para avaliar suas propriedades sem comprometer a integridade estrutural, oferecendo uma visão precisa e abrangente sobre sua qualidade e condição. Este estudo de caso focou na aplicação de ensaios não destrutivos, incluindo a avaliação da dureza superficial pelo esclerômetro de reflexão conforme a NBR 7584 (ABNT, 2012), a determinação da profundidade de carbonatação segundo o RILEM CPC-18 (1988) e a medição da profundidade de cloretos conforme a UNI 7928 (1978), para analisar as características dos concretos nos viadutos ferroviários em Gravatá-PE, integrantes do trecho tombado da estrada ferroviária, Linha Tronco Centro de Pernambuco – LTCPE. Embora não tenham sido identificados cloretos livres, os viadutos 3, 5 e 6 apresentaram carbonatação acentuada, possivelmente relacionada às características geográficas do local. Os ensaios tecnológicos não destrutivos mostraram-se fundamentais para avaliar a qualidade do concreto, possibilitando decisões informadas sobre manutenção e reparo. A utilização das normas NBR 7584, RILEM CPC-18 e UNI 7928 como referências para os ensaios tecnológicos evidenciou sua eficácia. Destaca-se a importância da manutenção periódica para preservar monumentos da engenharia, sendo uma solução abrangente para mitigar a deterioração de estruturas.</p> Adegilson José Bento, Eliana Cristina Barreto Monteiro Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5069 Thu, 18 Jul 2024 00:00:00 -0700 Etiquetagem de eficiência energética de prédios públicos: estudo de caso da reitoria da UFSCar - São Carlos - SP https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5070 <p>O setor de edificações é o 3º maior consumidor de energia, utilizando mais de 30% de toda a energia consumida no Brasil. Para incentivar a aplicação de medidas de eficiência energética em edificações, foram criadas certificações, como a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE), que avaliam o impacto destas medidas em uma edificação. A obtenção da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia nível A é obrigatória para edifícios públicos federais novos. Este trabalho busca estudar um prédio público existente para buscar sua classificação, seguindo os métodos propostos pelos Requisitos Técnicos da Qualidade do Nível de Eficiência Energética de Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos (RTQ-C) e pela nova Instrução Normativa Inmetro para a Classificação de Eficiência Energética de Edificações Comerciais, de Serviços e Públicas (INI-C). Para isso, foi selecionado o edifício que abriga a Reitoria e Administração Central da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Os dados foram levantados in loco, ou obtidos de projetos e estudos anteriores. Foram utilizados o método prescritivo do RTQ-C e o método simplificado da INI-C. Na análise pelo RTQ-C, a edificação alcançou classificação B de eficiência. Já na análise da INI-C, obteve-se nível A de eficiência. São apresentadas possíveis medidas para aumento da eficiência energética da edificação. Este trabalho conclui, baseado na revisão bibliográfica e aplicação realizadas, que a substituição do RTQ-C pela INI-C foi adequada.</p> Eduardo Machry Pozzobon, Douglas Barreto Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5070 Fri, 19 Jul 2024 00:00:00 -0700 Gestão de Resíduos em Hospitais Públicos no Rio de Janeiro: Desafios e Oportunidades para a Sustentabilidade Ambiental https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5071 <p>Este estudo aborda a gestão de resíduos sólidos em hospitais públicos na cidade do Rio de Janeiro, destacando desafios como infraestrutura inadequada, burocracia e a complexidade inerente a essa tarefa crucial. O objetivo é analisar esses desafios e destacar práticas positivas dos gerentes de resíduos, oferecendo uma visão abrangente dessa temática. A metodologia envolveu o uso do método de grupo focal, com especialistas em gestão de resíduos, garantindo a validade interna e externa por meio de seleção criteriosa e diversidade de participantes. A coleta de dados incluiu questionários e discussões online, conduzidas em duas etapas distintas. Os resultados indicam que a quantificação precisa, infraestrutura heterogênea e conscientização limitada dos profissionais de saúde são desafios significativos. No entanto, os gerentes mostram comprometimento com normas regulatórias, buscando melhorias no Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS), enfatizando educação contínua e diálogo proativo com órgãos reguladores. As contribuições teóricas e metodológicas incluem uma compreensão mais profunda da natureza interdisciplinar da gestão ambiental em hospitais, destacando oportunidades para inovação e treinamento. Socialmente, enfatiza-se a importância da comunicação interna e conscientização para práticas sustentáveis. Em síntese, o estudo oferece insights valiosos sobre os desafios e práticas positivas na gestão de resíduos hospitalares, apontando para a necessidade de estratégias inovadoras e investimento em treinamento contínuo para promover um futuro mais sustentável e eficiente em ambientes hospitalares públicos.</p> Micheli Santos de Souza, Gilson Brito Alves Lima Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/cidades_verdes/article/view/5071 Fri, 19 Jul 2024 00:00:00 -0700