[1]
S. Campos, “USO INADEQUADO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENT”, FAAP, vol. 6, no. 2, Nov. 2010.