GARCIA, C. G. Pichação como manifesto da heterogenia urbana e do não-pertencimento ao patrimônio: o caso da Igreja da Pampulha. Revista Nacional de Gerenciamento de Cidades , [S. l.], v. 5, n. 35, 2017. DOI: 10.17271/2318847253520171624. Disponível em: https://publicacoes.amigosdanatureza.org.br/index.php/gerenciamento_de_cidades/article/view/1624. Acesso em: 25 fev. 2024.