Inhabiting downtown

Proposta de habitações sob a ótica do open building no centro de Bauru - SP

Autores

  • Luiz Gustavo Souza da Silva
  • Giovana Innocenti Strabeli

DOI:

https://doi.org/10.17271/2317860492220212869

Resumo

tiveram a necessidade de buscar locais além dessa região. A ascendência das zonas comerciais e o esvaziamento residencial acarretaram no surgimento de espaços subutilizados e sem uso, também de estimada violência urbana nos períodos noturnos. Com esta problemática atual, a implantação de edifícios de habitações multifamiliar visa reocupar tais espaços, aproximando novamente a população dos espaços comerciais e de serviço, destinando novo uso e ocupação para as áreas de vazios urbanos, consequentemente, movimentando-a. Foram realizadas pesquisadas bibliográficas por meio de trabalhos acadêmicos, artigos e livros sobre os assuntos pertinentes ao trabalho, a respeito da morfologia urbana e seus elementos, dando destaques aos itens relevantes ao projeto, os vazios urbanos e os miolos de quadra, juntamente ao estudo a respeito das habitações contemporâneas e suas tendências, como o open building e a habitação como instrumento de requalificação de áreas vazias e degradadas. Ainda no sentido de construir o programa arquitetônico, realizaram-se estudos de caso de obras correlatas à temática. A análise da área de intervenção e de seu entorno se fez fundamental para a compreensão das dinâmicas ocorridas no centro de Bauru – SP ao longo da sua história, e como o tecido urbano descontínuo e monótono pode agravar cenários da violência e degradação urbanas. Com isso, a proposta projetual apresenta soluções arquitetônicas de melhor aproveitamento dos espaços vazios gerados nas áreas centrais urbanas, retomando a residência e usuários para o centro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-03-17

Como Citar

Silva, L. G. S. da ., & Strabeli, G. I. . (2021). Inhabiting downtown: Proposta de habitações sob a ótica do open building no centro de Bauru - SP. Periódico Técnico E Científico Cidades Verdes, 9(22). https://doi.org/10.17271/2317860492220212869

Edição

Seção

Artigos