O PATRIMÔNIO NATURAL GEOLÓGICO COMO UM COMPONENTE DA PAISAGEM FLUVIAL NO MÉDIO TIETÊ-SOROCABA

Autores

  • Fernando Vicente de Oliveira
  • André Munhoz de Argollo Ferrão

DOI:

https://doi.org/10.17271/19800827722011107

Resumo

O objetivo deste artigo é caracterizar o Patrimônio Natural Geológico como um componente fundamental da paisagem na Bacia Hidrográfica do Sorocaba Médio Tietê (BHSMT), entre as cidades de Cabreúva, Itu, Salto e Porto Feliz, no Estado de São Paulo, Brasil, através de um parque fluvial, a ser apresentado em forma de carta geográfica, assim como de evidenciá-lo através de sua composição pela integração dos parques geológicos existentes na região. Esse patrimônio se comprova de grande relevância, tanto no contexto nacional como internacional entendido como algo a ser preservado, pelo seu valor intrínseco natural e de suas políticas de preservação. Seus espaços físicos são reconhecidos como história da formação do planeta. O parque fluvial a ser apresentado é entendido enquanto uma potencialidade e ferramenta para o uso do planejamento e da ordenação territorial das bacias hidrográficas, pois englobam várias municipalidades. Os parques também levam em conta as representações sociais e culturais, pois seu processo de execução contempla o binômio paisagem e patrimônio. Assim enquanto se promove o desenvolvimento do território, pode-se explorar suas atividades turísticas e culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2011

Como Citar

Oliveira, F. V. de, & Ferrão, A. M. de A. (2011). O PATRIMÔNIO NATURAL GEOLÓGICO COMO UM COMPONENTE DA PAISAGEM FLUVIAL NO MÉDIO TIETÊ-SOROCABA. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 7(2). https://doi.org/10.17271/19800827722011107