Erradicação do Pinus spp. em campos úmidos na Estação Ecológica de Itirapina

Autores

  • Denise Zanchetta
  • Paulo Henrique Peira Ruffino
  • Dhemerson Estevão Conciani

DOI:

https://doi.org/10.17271/1980082713320171689

Resumo

O presente trabalho aborda a problemática da invasão biológica vegetal em unidade de conservação de proteção integral. No caso da Estação Ecológica Itirapina houve ao longo das últimas décadas a invasão do gênero Pinus oriundo principalmente das atividades de pesquisa e produção florestal, com variadas espécies de Pinus spp na Estação Experimental Itirapina. Esta unidade de pesquisa florestal estadual encontra-se contígua à estação ecológica. Para tanto, apresenta uma proposta de manejo baseada em corte raso da espécie invasora com monitoramento terrestre e aéreo (via drone) e uma avaliação rápida da atual condição das fisionomias originais de campos úmidos. Os resultados obtidos dão conta de alteração significativa das fisionomias originais de campos para fisionomias de floresta com espécies nativas de matas ripárias e aponta como estratégia necessária a demanda contínua de manejo de regenerantes enquanto perdurarem as matrizes no entorno. PALAVRAS-CHAVE: Invasão Biológica, Manejo de Exóticas, Unidade de Conservação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-19

Como Citar

Zanchetta, D., Ruffino, P. H. P., & Conciani, D. E. (2017). Erradicação do Pinus spp. em campos úmidos na Estação Ecológica de Itirapina. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 13(3). https://doi.org/10.17271/1980082713320171689

Edição

Seção

Artigo Completo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)