Estrutura da semente de moringa e tempo de sedimentação na clarificação de água

Autores

  • Mateus Leonardo Welika dos Santos
  • Mateus Henrique Doria Siqueira
  • Gisele Herbst Vazquez

DOI:

https://doi.org/10.17271/1980082716720202684

Resumo

 É cada vez mais necessário o desenvolvimento de novas formas de tratamento e reutilização de água devido à crise hídrica e à falta de acesso à água de qualidade para boa parte da população. A Moringa oleifera é um vegetal de origem indiana e é uma fonte de coagulante natural, podendo ser utilizadas para a eliminação de partículas encontradas na água por meio de clarificação. Assim, o objetivo desta pesquisa foi avaliar diversas estruturas da semente de moringa quanto a sua eficiência no processo de sedimentação da água e em diversos períodos de contato. O delineamento experimental adotado foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 4 x 6, com quatro repetições, ou seja, quatro estruturas das sementes (alas, tegumento, semente descascada e semente inteira) e em seis tempos de sedimentação (1, 2, 4, 6, 12 e 24 horas). Em todos os tratamentos utilizou-se 1 g da estrutura da semente a ser avaliada em 1 L de água. Os testes foram realizados na Universidade Brasil em Fernandópolis/SP empregando-se água do córrego Santa Rita. Avaliou-se a turbidez, o pH e a condutividade elétrica da água. Pelos resultados obtidos, pode-se concluir que o uso de sementes inteiras de moringa por 24 horas de sedimentação reduziu a turbidez da água até valores considerados como água potável, porém ainda não se pode afirmar que a água é própria para consumo humano, pois é necessária uma análise mais criteriosa quanto a presença de coliformes fecais e totais.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Leonardo Welika dos Santos

    

Mateus Henrique Doria Siqueira

  

Gisele Herbst Vazquez

 

Downloads

Publicado

2020-12-08

Como Citar

Santos, M. L. W. dos, Siqueira, M. H. D., & Vazquez, G. H. (2020). Estrutura da semente de moringa e tempo de sedimentação na clarificação de água. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 16(7). https://doi.org/10.17271/1980082716720202684

Edição

Seção

Artigo Completo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)