SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE BOVINOS E A EMISSÃO DE METANO

Authors

  • Keny Samejima Mascarenhas Lopes
  • Kazuo Leonardo Almeida Yokobatake
  • Rafael Silvio Bonilha Pinheiro

DOI:

https://doi.org/10.17271/19800827972013543

Abstract

RESUMO: O aumento da produção de alimentos é indispensável para suprir o crescimento da população mundial, porém, quantidade significativa da emissão de gás metano na atmosfera é provinda da agropecuária, auxiliando para mudanças climáticas. Para isto medidas de preservação do meio ambiente são cada vez mais estudada. Portanto, este trabalho teve como objetivo realizar uma revisão de literatura sobre os sistemas de produção de bovinos de corte e a relação da emissão de gás metano na atmosfera. Sabe-se que o manejo inadequado dos sistemas de produção animal, causa um aumento na emissão de metano por ruminantes. Atualmente, há sistemas de produção capazes de diminuir esta emissão principalmente, o sistema de plantio direto, integração lavoura-pecuária, integração lavoura-pecuária-floresta, dietas a base de alto concentrado, pastagens melhoradas e recuperação de áreas degradadas. No entanto os sistemas de produção mais intensivos são os que produzem menor emissão de gás metano, quando é considerado o tempo de abate (animais jovens).

 

Palavras-chave: Fermentação. Produção de gás. Ruminantes.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

10-11-2013

How to Cite

Samejima Mascarenhas Lopes, K., Leonardo Almeida Yokobatake, K., & Silvio Bonilha Pinheiro, R. (2013). SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE BOVINOS E A EMISSÃO DE METANO. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 9(7). https://doi.org/10.17271/19800827972013543