AGROECOLOGIA: ASPECTOS COMPARATIVOS BRASIL-FRANÇA

Autores

  • Sarah Dounia Lamsaif
  • Maristela Simões do Carmo
  • Stella Vannucci Lemos

DOI:

https://doi.org/10.17271/19800827972013544

Resumo

RESUMO: O artigo aborda alguns aspectos do desenvolvimento e do papel da Agroecologia, no Brasil e na França, com o objetivo de traçar um panorama comparativo da evolução recente considerando a polissemia do termo. Assim, a trajetória da Agroecologia foi comparada enquanto ciência, prática agrícola, movimento social e ética de vida. A pesquisa teve um caráter descritivo/qualitativo, utilizando documentos bibliográficos e investigação de sites específicos da Internet. Como conclusão podemos considerar que existem muitos pontos comuns entre os dois países, no que diz respeito aos princípios da Agroecologia, os objetivos e as instituições que fazem a mediação com a temática. A Agroecologia como ciência é vista pelos intelectuais dos dois países como um paradigma na direção de um desenvolvimento sustentável para o campo e também para a cidade. Porém, no Brasil a Agroecologia tem muito mais a ver com a questão social enquanto bandeira de luta pela diminuição das desigualdades sócio-econômicas do que como práticas agronômicas de bases ecológicas, significado mais difundido na França por conta da agricultura biologicamente intensiva. Como conclusão geral podemos dizer que as idéias podem ser as mesmas no Brasil e na França, mas as condições objetivas do desenvolvimento são muito diferentes.

 

Palavras-chave: Agroecologia. Políticas públicas. Sistemas produtivos ecológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2013

Como Citar

Dounia Lamsaif, S., Simões do Carmo, M., & Vannucci Lemos, S. (2013). AGROECOLOGIA: ASPECTOS COMPARATIVOS BRASIL-FRANÇA. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 9(7). https://doi.org/10.17271/19800827972013544