O EFEITO DA TOXICIDADE AGUDA DO HERBICIDA ATRAZINA PARA O CLADÓCERO MOINA MINUTA HANSEN, 1899

Autores

  • Raquel Aparecida Moreira
  • Adrislaine da Silva Mansano
  • Odete Rocha

DOI:

https://doi.org/10.17271/198008279112013588

Resumo

RESUMO: Um dos maiores problemas relacionados com o uso de agrotóxicos é que a maior parte dos produtos aplicados não chega a atingir os organismos-alvo, sendo carreada pelas águas das chuvas, percolando solos ou sendo volatilizados, desta forma representando uma ameaça aos ecossistemas como um todo, principalmente os aquáticos. A utilização de testes ecotoxicológicos, para a análise dos efeitos tóxicos das substâncias químicas presentes nos agrotóxicos em diferentes níveis de organização dos ecossistemas, tem se tornado uma ferramenta cada vez mais importante nas avaliações de impacto ambiental. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a toxicidade aguda do herbicida atrazina, utilizando o cladócero Moina minuta como organismo-teste. Os testes de toxicidade foram realizados utilizando-se o produto comercial Atanor 50 SC. Para M. minuta as concentrações testadas foram: 2,25; 4,5; 9,0; 18,0 e 36,0 mg L-1. O valor médio obtido para a CE50 – 48-h da atrazina foi 9.39 ± 0.71 e a faixa de sensibilidade desta espécie situou-se entre 8,0 e 10,8 mg L-1, com valor médio de 9.4 mg L-1. Ao comparar a CE50 obtida para M. minuta com aquelas previamente estabelecidas para diferentes organismos aquáticos expostos ao herbicida atrazina, observa-se que esta espécie foi na maior parte das vezes mais sensível à atrazina do que as outras espécies testadas. Os resultados obtidos são promissores tendo em vista a sensibilidade observada para autilizada como organismo-teste. Além disso, pelo fato de M. minuta ser uma espécie facilmente encontrada em corpos de água em todo o Brasil este cladócero poderá ser um organismo alvo ferramenta promissora na avaliação da toxicidade deste e de outros agrotóxicos, visando a obtenção de subsídios para ações voltadas à preservação da diversidade da biota aquática.

 

Palavras-chave: Cladocera. Atrazina. Toxicidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-11-10

Como Citar

Aparecida Moreira, R., da Silva Mansano, A., & Rocha, O. (2013). O EFEITO DA TOXICIDADE AGUDA DO HERBICIDA ATRAZINA PARA O CLADÓCERO MOINA MINUTA HANSEN, 1899. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 9(11). https://doi.org/10.17271/198008279112013588

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>