GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS & A CIDADE – CASO NO LITORAL DO ESTADO DE SAO PAULO

Autores

  • Ana Paula Rattis Alipio
  • Gilda Collet Bruna

DOI:

https://doi.org/10.17271/19800827942013622

Resumo

RESUMO: Toda a sociedade moderna de alguma maneira vive com as consequências de descasos ambientais. A transformação da cidade agrária para urbana traz mudanças para o meio ambiente, pois o aumento do número de pessoas em uma cidade em que o crescimento não é organizado ou planejado contribui para o aumento de poluição. O crescimento da maioria das cidades brasileiras não foi concomitante com o a infraestrutura de serviços públicos ou saneamento básico. Por isso também, o agravamento dos problemas ambientais urbanos, oriundos de poluição é crescente no Brasil. A disposição de lixo em lugares inadequados devido a ausência de planejamento ou carência de sistemas de gestão e manejo de resíduos sólidos gera inúmeros danos ao meio ambiente urbano como: proliferação de vetores de doenças (moscas, ratos, baratas); poluição do ar causada por fumaça proveniente do lixo exposto; gases de efeito estufa e poluição do ar; contaminação do solo, pelo chorume  e enchentes. Diante dessa situação torna-se necessário desenvolver uma tecnologia para a reciclagem dos RSU descartados. O objetivo desse artigo é analisar esse Sistema de Gestão buscando estendê-lo para outras áreas como bairros e comunidades que sofrem com a falta de gerenciamento de Resíduo Sólido Urbano. Para tanto focaliza urbanizações existentes no litoral do estado de São Paulo, focalizando um sistema de resíduos sólidos existente, e sua eficiência como sistema patrocinado e alimentado pela iniciativa privada.

Palavras-Chave: Resíduos Sólidos Urbanos (RCD). Reciclagem. Sistema de Gestão Ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-11-10

Como Citar

Paula Rattis Alipio, A., & Collet Bruna, G. (2013). GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS & A CIDADE – CASO NO LITORAL DO ESTADO DE SAO PAULO. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 9(4). https://doi.org/10.17271/19800827942013622