ADSORÇÃO DE MATÉRIA ORGÂNICA EM CARVÃO ATIVADO GRANULAR NO PÓS TRATAMENTO DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO

Autores

  • Marcos Batista Mendes
  • Flávia kawahigashi
  • Emília K iyomi Kuroda

DOI:

https://doi.org/10.17271/198008279112013673

Resumo

RESUMO: Quando não tratado adequadamente, o lixiviado proveniente de aterros pode infiltrar e poluir mananciais e suas adjacências. Devido às características de lixiviado estabilizado, com elevadas concentrações de nitrogênio amoniacal, cloretos, metais, matéria orgânica recalcitrante, há grande dificuldade de tratamento dos mesmos, assim como um elevado custo operacional, para minimizar potenciais efeitos ao meio ambiente. Por consequência das propriedades físicas inerentes ao carvão ativado tais como grande área superficial, forma e estrutura de poros, alta capacidade adsortiva e reatividade da superfície à adsorção, o uso deste, têm recebido recentemente, considerável atenção quanto à capacidade de remover material orgânico e inorgânico de águas residuárias. Assim, este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a aplicabilidade do sistema de adsorção/filtração em carvão ativado granular – CAG em relação à remoção de cor verdadeira, Demanda Química de Oxigênio- DQO e Carbono Orgânico Total – COT, como pós-tratamento de lixiviado tratado por stripping de amônia, seguido de lodos ativados e coagulação química-floculação-sedimentação. Para as condições utilizadas nos experimentos, pôde-se concluir que, a adsorção por CAG apresentou elevada eficiência com remoção de 100 % para cor verdadeira, 82,5 % para DQO com valor máximo residual de 86 mg.O2.L-1 e de 68 % para COT com valor máximo residual de 39 mg.L-1.

 

 

Palavras chave: Gestão de lixiviados de aterro sanitário. Tratamento físico-químico. Matéria orgânica recalcitrante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-11-10

Como Citar

Batista Mendes, M., kawahigashi, F., & iyomi Kuroda, E. K. (2013). ADSORÇÃO DE MATÉRIA ORGÂNICA EM CARVÃO ATIVADO GRANULAR NO PÓS TRATAMENTO DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 9(11). https://doi.org/10.17271/198008279112013673