ESTUDO DA VIABILIDADE DE DISPOSIÇÃO FINAL DOS LODOS DE ETAS EM ATERROS SANITÁRIOS

Autores

  • Cristiane Silveira
  • Daniele Satie Koga
  • Emília Kiyomi Kuroda

DOI:

https://doi.org/10.17271/198008279112013675

Resumo

RESUMO: Dentre as formas de disposição final da fração sólida do lodo de decantadores de ETAs após a desidratação está a disposição em aterros sanitários em substituição ao solo. O objetivo desse estudo foi avaliar se lodo de decantador após desidratação pode ser disposto em aterros sanitários, uma vez que os metais presentes no lodo desidratado não lixiviam causando impactos ambientais. Para isso, primeiramente foram realizados ensaios de desaguamento em leitos de drenagem e secagem com manta geotêxtil, e em seguida foram realizados para os lodos desidratados o teste de lixiviação e a classificação, de acordo com as NBRs 10.004, 10.005 e 10.006 (ABNT, 2004). Como resultados, o ensaio em colunas de lixiviação revelou que os lodos de ETAs desidratados com teor de sólidos de em média 80%, podem ser dispostos como cobertura de células em aterro sanitário, uma vez que os metais presentes não foram disponibilizados quando em contato com a água. Além disso, foi possível obter a classificação dos os lodos tipos A e B, os quais foram classificados como resíduo Classe II A – Não inertes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-11-10

Como Citar

Silveira, C., Satie Koga, D., & Kiyomi Kuroda, E. (2013). ESTUDO DA VIABILIDADE DE DISPOSIÇÃO FINAL DOS LODOS DE ETAS EM ATERROS SANITÁRIOS. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 9(11). https://doi.org/10.17271/198008279112013675

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)