Grandezas físico-químicas e efeito da poluição dos recursos hídricos no Oeste de Santa Catarina

Autores

  • Carolina Franchini
  • Gilmar de Almeida Gomes

DOI:

https://doi.org/10.17271/1980082712620161482

Resumo

A água é um recurso natural que precisa ser preservado, pois a grande maioria encontra-se imprópria ou escassa ao consumo. Este trabalho buscou avaliar a diferença das ações antropogênicas rurais e urbanas em dois rios, Limeira e Lajeado Bonito, na cidade Pinhalzinho – SC. Foram realizadas análises físico-químicas como: condutividade, cloreto, dureza, alcalinidade e pH, durante o segundo semestre de 2015, com estes resultados interpretou-se os valores de Energia de Gibbs para cada ponto analisado. Para o Rio Lajeado Bonito, os pontos localizados na área urbana apresentaram maior carga de contaminantes. Para este rio, o ponto um obteve a menor energia de Gibbs, demonstrando maior ação antropogênica neste local. Já para o Rio Limeira, houve pouca diferença entre os pontos urbanos e rurais analisados, demonstrando que a variação nos contaminantes deste rio não afeta diretamente os parâmetros analisados. Para a Energia de Gibbs deste rio, notou-se aumento dos pontos urbanos para os rurais, indicando redução das atividades antropogênicas. Quanto menor a Energia de Gibbs mais estável é o sistema, porém essa estabilidade vem à custa de uma vizinhança com maior energia para manter o equilíbrio global.

 

PALAVRAS-CHAVE: Rio Lajeado Bonito. Rio Limeira. Energia de Gibbs. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-31

Como Citar

Franchini, C., & Gomes, G. de A. (2016). Grandezas físico-químicas e efeito da poluição dos recursos hídricos no Oeste de Santa Catarina. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 12(6). https://doi.org/10.17271/1980082712620161482

Edição

Seção

Artigo Completo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)