Crescimento e Produtividade de genótipos de arroz de terras altas em Função de datas de Semeadura

Autores

  • Luiz Fernando Veroneis
  • Samuel Ferrari
  • Gustavo Henrique Veroneis

DOI:

https://doi.org/10.17271/1980082714120181751

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar diferentes genótipos semeados em diferentes períodos do ano, avaliando crescimento e produtividade. O estudo foi realizado na fazenda experimental da UNESP (Universidade Estadual Paulista) do Câmpus de Registro, SP. O delineamento experimental empregado foi o de blocos casualizados dispostos em esquema fatorial 4x4. Os tratamentos foram constituídos pela combinação de quatro genótipos de arroz em quatro épocas de semeadura, com quatro repetições totalizando 64 parcelas. Os genótipos selecionados para realização do experimento foram: ANA 7007, Moti Branco, Moti Amarelo e AN Cambará. As parcelas foram constituídas de cinco linhas com 5,0 m de comprimento cada, espaçadas em 0,35 m entre si totalizando uma área de 12,6 m2 cada parcela. Os genótipos apresentaram diferentes respostas, o AN Cambará demonstrou maior número de panículas por metro quadrado, o Moti Branco e Moti Amarelo apresentaram maiores altura de plântulas de arroz, o genótipo Moti Branco obteve a maior produtividade em todas as épocas de semeadura. PALAVRAS-CHAVE: Oryza sativa L.; Produtividade; Baixa Fertilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-02-10

Como Citar

Veroneis, L. F., Ferrari, S., & Veroneis, G. H. (2018). Crescimento e Produtividade de genótipos de arroz de terras altas em Função de datas de Semeadura. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 14(1). https://doi.org/10.17271/1980082714120181751

Edição

Seção

Artigos