AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO AGRONÔMICO DE GENÓTIPOS DE GIRASSOL (Helianthus annuus L.) CULTIVADOS NA REGIÃO OESTE PAULISTA E ANÁLISE DO RENDIMENTO DE ÓLEO, MATÉRIA SECA E PROTEÍNA BRUTA

Autores

  • Bruno Tadeu Nunes
  • Alex Pilon
  • Antonio Fluminhan

DOI:

https://doi.org/10.17271/19800827912013602

Resumo

RESUMO: A produção de girassol (Helianthus annuus L.) no Brasil exibe um contínuo crescimento nos últimos anos, em decorrência, principalmente, da expansão da área de cultivo em novas fronteiras agrícolas. O potencial produtivo desta espécie está diretamente relacionado aos fatores: escolha da época de semeadura, do genótipo, do manejo adequado do solo e fertilidade, sistema de rotação, da sucessão de culturas e, especialmente, dos fatores ambientais. O presente estudo teve por objetivo avaliar e selecionar cultivares de girassol adaptadas às condições edafo-climáticas da região do Oeste Paulista. Os tratamentos consistiram de quinze cultivares, com três repetições para cada parâmetro avaliado. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, sendo que, aos 120 dias depois da semeadura foram avaliados os seguintes parâmetros: altura de planta, diâmetro do caule, número de capítulos por planta e diâmetro de capitulo. Foram também analisados os dados de porcentagem de óleo, matéria seca e proteína bruta nas sementes colhidas. Os dados mostraram um efeito significativo para todos os parâmetros avaliados em relação às plantas e, no caso das sementes, apenas para o parâmetro teor de óleo. Estes resultados demonstram a viabilidade da implantação de um programa de melhoramento genético e seleção de cultivares da espécie para atender à demanda regional.

Palavras-chave: Helianthus annuus L. - Melhoramento genético – Biodiesel – Oleaginosas - Teor de óleo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-11-10

Como Citar

Tadeu Nunes, B., Pilon, A., & Fluminhan, A. (2013). AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO AGRONÔMICO DE GENÓTIPOS DE GIRASSOL (Helianthus annuus L.) CULTIVADOS NA REGIÃO OESTE PAULISTA E ANÁLISE DO RENDIMENTO DE ÓLEO, MATÉRIA SECA E PROTEÍNA BRUTA. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 9(1). https://doi.org/10.17271/19800827912013602

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)