DENOMINAÇÃO DE ORIGEM E INDICAÇÃO GEOGRÁFICA DE PRODUTOS AGRÍCOLAS

Autores

  • Kazuo Leonardo Almeida Yokobatake
  • Keny Samejima Mascarenhas Lopes
  • Rafael Silvio Bonilha Pinheiro

DOI:

https://doi.org/10.17271/19800827972013547

Resumo

RESUMO: A certificação de produtos agropecuários traz o desenvolvimento socioeconômico e cultural para uma região específica. Produtos reconhecidos por sua denominação de origem e/ou indicação geográfica são mais valorizados no mercado pela tradicionalidade na elaboração. As denominações de origem surgiram nos tempos do Império Romano e Grego, com a finalidade de diferenciar produtos de características similares. Com essa forma de publicidade os produtos ganhavam fama e levavam o nome de sua região. Atualmente, existem regulamentos e leis que reconhecem ou não produtos para a certificação em alguns países, uma vez confirmada, produtores devem seguir as normas de produção específicas do produto. Desta maneira, o objetivo deste artigo de revisão foi identificar as vantagens da certificação de produtos regionais evidenciando a preservação e manutenção de áreas rurais específicas. A interação do homem  com o meio-ambiente é de suma importância para conservar e manter o bioma para a produção, pois a tradição e ambiente é que mantêm as qualidades únicas desses produtos.

 

Palavras chave: Certificação. Ecossistemas. Preservação

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2013

Como Citar

Leonardo Almeida Yokobatake, K., Samejima Mascarenhas Lopes, K., & Silvio Bonilha Pinheiro, R. (2013). DENOMINAÇÃO DE ORIGEM E INDICAÇÃO GEOGRÁFICA DE PRODUTOS AGRÍCOLAS. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 9(7). https://doi.org/10.17271/19800827972013547