Ribeirão Tatu: o Patrimônio Cultural e Natural de Limeira – SP

Autores

  • Patrícia Cereda de Azevedo
  • Rosio Fernández Baca Salcedo
  • Norma Regina Truppel Constantino

DOI:

https://doi.org/10.17271/2318847286220202479

Resumo

Diante da degradação atual dos fundos de vale ocasionados por resíduos, tanto solido e líquidos gerados pela industrialização, agricultura e ocupação humana do espaço urbano, é fundamental a salvaguarda da paisagem e do patrimônio cultural dos fundos de vale, principalmente para a preservação da qualidade de vida urbana. Neste contexto, o objetivo principal do trabalho é compreender a situação atual da paisagem limeirense do Ribeirão Tatu, principal corpo d’água em Limeira, bem como o estado do patrimônio cultural e natural a qual pertence. Para tal, foram empregados os seguintes procedimentos metodológicos: Pesquisa bibliográfica e documental (legislação, mapas, planos e projetos) e pesquisa de campo. Através do estudo desse material, foi possível compreender a dinâmica atual da paisagem do fundo de vale do Ribeirão Tatu na cidade de Limeira, bem como o tratamento do patrimônio cultural e natural em cidades médias contemporâneas. PALAVRAS-CHAVE: Rios Urbanos. Paisagem. Ribeirão Tatu. Limeira (SP)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

23-08-2020

Como Citar

Azevedo, P. C. de, Salcedo, R. F. B., & Constantino, N. R. T. (2020). Ribeirão Tatu: o Patrimônio Cultural e Natural de Limeira – SP. Revista Nacional De Gerenciamento De Cidades, 8(62), 16–25. https://doi.org/10.17271/2318847286220202479

Edição

Seção

Artigos Completos