COMPOSIÇÃO E BIOMASSA DA COMUNIDADE ZOOPLANCTÔNICA NO CANAL CUNIÃ, BACIA DO RIO MADEIRA, AMAZÔNIA

Autores

  • Renata Martins dos Santos
  • Natalia Felix Negreiros
  • Lidiane Cristina da Silva

DOI:

https://doi.org/10.17271/198008271032014851

Resumo

Os corpos de água na Amazônia estão sujeitos a grandes flutuações no nível de água. Esses pulsos influenciam diretamente a composição e abundância da comunidade zooplanctônica presente nesse ambiente. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo avaliar a composição, riqueza, abundância, diversidade e biomassa das flutuações temporais (período de vazante e águas baixas) da comunidade zooplanctônica no Canal Cuniã. As amostragens foram realizadas em dois pontos no Canal Cuniã nos meses de junho (vazante) e outubro (águas baixas) de 2012. A coleta do zooplâncton foi realizada com motobomba e filtração em rede de plâncton de 68 µm de abertura de malha. Ainda foram mensuradas as variáveis: temperatura da água, condutividade, pH, transparência, nutrientes totais e dissolvidos e clorofila a. Foram registradas um total de 41 espécies, sendo Rotifera, o grupo com maior representatividade (16 espécies) seguido por Cladocera (13 espécies) e Protozoários com 9 espécies e Copepoda com quatro. Os resultados das análises das variáveis físicas, químicas e biológicas da água nos dois pontos do Canal Cuniã estão dentro da faixa de adequabilidade para o estabelecimento de uma comunidade zooplanctônica rica e abundante. Dentre as espécies de Calanoida registradas, Rhacodiaptomus insolititus é típica e endêmica da Região Amazônica. Registrou-se uma variação espacial da comunidade zooplanctônica, onde no ponto CC.02 foram registrados os maiores valores tanto de riqueza de espécies quanto de densidade e biomassa. No entanto, não se verificou uma influência dos períodos hidrológicos na estrutura do zooplâncton do Canal Cuniã.

 

PALAVRAS-CHAVE: Riqueza de espécies. Microcrustáceos. Variação espacial.

 

COMPOSITION AND BIOMASS ZOOPLANKTON COMMUNITY IN CUNIÃ WATERWAY, MADEIRA RIVER BASIN, AMAZONIA


ABSTRACT

The Amazonia water bodies are subject to large fluctuations in water level. These pulses directly influence the composition and abundance of zooplankton present in this environment. Thus, the present study aimed to evaluate the composition, richness, abundance, diversity and biomass of temporal fluctuations (period of ebbing and low water) of the zooplankton community in the Cuniã Waterway. Samples were taken at two points in Cuniã Waterway in June (ebbing) and October (low water) 2012. The sampling of zooplankton was performed with pump and filtration of plankton opening of 68 µm in mesh network. Although the variables were measured: water temperature, conductivity, pH, transparency, total and dissolved nutrients and chlorophyll a. In A total of 41 species were recorded, with rotifers like the group largest representation (16 species) followed by Cladocera (13 species) and Protozoa with nine and Copepoda with four species. The results of the analysis of physical, chemical and biological variables of the water in the two points in Cuniã Waterway are within the range of suitability for establishing a rich and abundant zooplankton community. Among the calanoids species recorded, Rhacodiaptomus insolititus is typical and endemic to the Amazon region. Spatial variation of zooplanktonic community was recorded, where in the point CC.02 there were highest values of both species richness as density and biomass. However, there wasn’t recorded an influence of hydrological periods in the structure of zooplankton Cuniã Waterway.

KEY-WORDS: Species richness. Microcrustaceans. Spatial variation

 

COMPOSICIÓN Y COMUNIDAD EN zooplancton BIOMASA Cuniã CANAL, MADERA DE CUENCA, AMAZON

 

RESUMEN

Los cuerpos de agua en el Amazonas están sujetos a grandes fluctuaciones en el nivel del agua. Estos pulsos influyen directamente en la composición y abundancia de zooplancton presente en este entorno. Por lo tanto, este estudio tuvo como objetivo evaluar la composición, riqueza, abundancia, diversidad y biomasa de las fluctuaciones temporales (período de flujo y bajo el agua) de la comunidad de zooplancton en el Canal Cuniã. Las muestras se recogieron en dos puntos en el Canal Cuniã en junio (EBB) y octubre (bajo el agua) de 2012. La colección de zooplancton se realizó con bomba y filtración red de plancton de 68 micras de malla de ancho. Aunque se midieron las variables: temperatura del agua, conductividad, pH, transparencia, totales y disueltos nutrientes y clorofila a. Un total de 41 especies se registraron, con rotíferos, el grupo con mayor representación (16 especies), seguido de Cladocera (13 especies) y protozoos con 9 especies y Copepoda con cuatro. Los resultados del análisis de las variables físicas, químicas y biológicas del agua en el colon Canal Cuniã están dentro del rango de idoneidad para el establecimiento de una comunidad de zooplancton rica y abundante. Entre los calanoides registrados, Rhacodiaptomus insolititus es típico y endémico de la región amazónica. Variación espacial registrada de la comunidad de zooplancton, donde el punto CC.02 los valores más altos de ambos riqueza de especies como la densidad y la biomasa se registraron. Sin embargo, hubo una influencia de los periodos hidrológicos en la estructura del zooplancton Canal Cuniã.

 

PALABRAS-CLAVE: La riqueza de especies. Microcrustáceos. La variación espacial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-11-10

Como Citar

Martins dos Santos, R., Felix Negreiros, N., & Cristina da Silva, L. (2014). COMPOSIÇÃO E BIOMASSA DA COMUNIDADE ZOOPLANCTÔNICA NO CANAL CUNIÃ, BACIA DO RIO MADEIRA, AMAZÔNIA. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental Da Alta Paulista, 10(3). https://doi.org/10.17271/198008271032014851

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)